tempo

"Todos vós, que amais o trabalho desenfreado (...),

o vosso labor é maldição e desejo de esquecerdes quem sois."

Friedrich Nietzsche

Dificuldades na Gestão do Tempo revelam INEFICIÊNCIAS
ao nível da Estratégia Organizacional

Desenvolver competências no âmbito da Gestão de Tempo é das tarefas, simultaneamente, mais difíceis e gratificantes; inglória e gloriosa; e altamente estimulante e frustrante.

O nome que habitualmente atribuímos a esta tarefa é utópico e impossível - Gerir o Tempo.

 

O Tempo não se gere. Como poderíamos gerir algo que parece não existir? Ou pelo menos nós não o conseguimos ver, ouvir, sentir ou saborear. Só conseguimos deduzir a sua presença no movimento de nós, das coisas e de tudo que nos envolve. Nos nascimentos, envelhecimentos e mortes que, imediatamente, se transformam em outras formas de vida.

A Gestão do Tempo ocorre na atenção ao feedback da nossa ação.
ana afonso

Desenvolver competências ao nível da Gestão de Tempo, implica trazer para a esfera das Organizações a dimensão da Inteligência Espiritual. Teremos que ter a coragem de nos "despir" para mergulhar nestas dimensões mais etérias para que possamos então escolher as ferramentas mais adequadas à nossa gestão no tempo profissional e/ou pessoal.

Sem termos em atenção esta dimensão, técnicas de produtividade, de estabelecimento e gestão de objetivos, de estabelecimento de prioridades, de planeamento estratégico, são inócuas e tornam as formações em Gestão de Tempo momentos de perda de tempo.

People are our business

2019, UQ35

Lisboa, Portugal